NOTÍCIAS

Postado em 24 de Outubro de 2017 às 14h16

Vendas de imóveis crescem 59% em agosto, dizem Fipe e Abrainc

Realizar Imóveis Fonte: Exame São Paulo – As vendas de imóveis novos têm crescido ao longo do ano, ao mesmo tempo em que recuam os cancelamentos de negócios – os chamados distratos – de acordo com...

Fonte: Exame

São Paulo – As vendas de imóveis novos têm crescido ao longo do ano, ao mesmo tempo em que recuam os cancelamentos de negócios – os chamados distratos – de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

A pesquisa mostra que, em agosto, as vendas líquidas (já descontados os distratos) totalizaram 7.697 unidades, um crescimento de 59,0% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os distratos foram de 2.722 unidades, retração de 27,5%. Os lançamentos totalizaram 4.900 unidades, aumento de 6,3%.

No acumulado do ano, as vendas líquidas somaram 45.267 unidades, aumento de 25,5% frente aos mesmos meses do ano passado. Nesse período, os distratos atingiram 17.785 unidades, queda de 20%, e os lançamentos alcançaram 30.530 unidades, recuo de 3,5%.

No acumulado dos últimos 12 meses encerrados em junho, as vendas líquidas foram de 63.749 unidades, alta de 11,6%. Os distratos totalizaram 23.365 unidades, baixa de 22,9%, e os lançamentos alcançaram 42.058 unidades, alta de 9,0%.

No fim de agosto, havia 111.935 unidades novas disponíveis para venda, montante 4,0% menor do que o registrado um ano antes. Considerando o ritmo atual de vendas, seriam precisos 14,6 meses para liquidar esse estoque, segundo a pesquisa da Abrainc/Fipe.

Os dados abrangem imóveis novos, dos segmentos residencial, comercial e loteamentos, desenvolvidos por 20 empresas associadas à Abrainc, com atuação espalhada por diversos Estados e concentração na Região Sudeste.

Veja também

Veja como declarar a compra e a venda de imóveis09/04/14Bem deve ser descrito em detalhes, como na escritura ou contrato. Vendedor paga 15% sobre o lucro, a menos que compre outro em 180 dias. Fonte: G1 A compra e a venda de imóveis deve ser informada à Receita na declaração de Imposto de Renda, mas quem vende deve pagar 15% de IR sobre o lucro – a diferença entre o preço que pagou na compra e o preço de venda – já no mês seguinte ao negócio. A exceção é para quem comprar outro imóvel em......
Crédito imobiliário crescerá 15% em 2014, diz Abecip21/01/14O crescimento deverá ser moderado em relação ao aumento de 32% registrado em 2012 São Paulo - Os financiamentos para compra e aquisição de imóveis em 2014 deverão ter um crescimento mais moderado do que em 2013, de acordo com projeção divulgada pela Associação Brasileira das......
Crédito imobiliário deve crescer ainda mais em 201422/01/14Segundo o presidente da Abecip, o financiamento imobiliário com recursos da poupança crescerá de 15% a 20% no ano que vem. Fonte: ZAP Imóveis Apesar das incertezas em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), as ameaças de alta da inflação e da taxa básica de juros (Selic), o crédito imobiliário deve......

Voltar para (Notícias)

Fale Conosco!